A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Inovação social: Quando os negócios não são só sobre dinheiro

Inovação social: Quando os negócios não são só sobre dinheiro
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Esta semana, o Business Planet foi até Paris para ver, não apenas como uma empresa premiada está a ganhar dinheiro, mas, para ver como está a fazer uma grande diferença social, ao transformar restos de alimentos da cidade em energia renovável.

Transformar lixo em dinheiro

Para muitas empresas, o que importa é o resultado final, mas, e as empresas socialmente inovadoras que decidem ir além de apenas ganhar dinheiro, optando por fazer uma contribuição mais ampla para a sociedade?

A empresa francesa "Love Your Waste" (http://www.loveyourwaste.com/english/) é uma dessas empresas. Trabalha com escolas, hospitais, restaurantes e empresas de entrega de alimentos em Paris e nos arredores. Recolhe restos de comida que acabam nos lixos da capital francesa, todos os dias.

Mas, o que é que acontece com o lixo depois de recolhido? O co-fundador da Love Your Waste, Jérôme Perrin, explica: “O bio-resíduo é enviado para ser transformado em energia renovável, biogás e fertilizante orgânico não poluente para a agricultura local.".

Jérôme Perrin adianta mais. “A legislação exige que todas as empresas que produzem bio-resíduos sigam os princípios da Love Your Waste. No departamento de Ile de France (Paris), há potencial para recolher 2 milhões de toneladas. Por enquanto estamos a recolher apenas mil e duzentas toneladas. O nosso potencial de crescimento é enorme ”, acrescenta Perrin.

A empresa diz que o seu objetivo final é promover uma economia circular, minimizando os recursos que são desperdiçados e usando o que sobra para criar energia renovável.

Ter um impacto maior

Além de recolher o desperdício de alimentos e convertê-lo em energia renovável e fertilizante, a Love Your Waste também ensina muitos dos clientes a como reduzir o desperdício geral que produzem, num esforço para reduzir a quantidade total de lixo.

O Sr. Matin, de uma empresa que entrega comida (https://www.mr-matin.fr/), acredita que trabalhar com a Love Your Waste teve um impacto mais amplo nos seus negócios, ajudando-o a servir melhor a comunidade.

"É ótimo por duas razões, dá-nos uma solução técnica, que nos permite livrar de meia tonelada de bio-lixo por semana, e dá-nos também mais sentido ao que fazemos, ao criar uma conscientização na equipa que acaba por trabalhar com um sorriso. Acho ótimo!"

100 milhões de toneladas de alimentos desperdiçadas por ano

Apesar dos esforços de empresas como a Love Your Waste, grande parte do bio-lixo que produzimos ainda acaba no lixo. A maior parte é enterrada ou incinerada, criando poluição, quando poderia estar a criar energia renovável.

Só na UE, cerca de 100 milhões de toneladas de comida são desperdiçadas por ano, enquanto globalmente estima-se que cerca de um terço de todos os alimentos produzidos sejam desperdiçados.

A Comissão Europeia diz que reduzir drasticamente essa enorme pilha de lixo alimentar é parte integrante do seu plano de estimular a transição da Europa para uma economia circular, um plano que busca promover o crescimento sustentável, aumentar a competitividade global e gerar novos empregos.

Tanto a UE como todos os seus estados-membros individuais comprometeram-se a cumprir o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 12.3, da ONU, para reduzir para metade o desperdício de alimentos per capita até 2030.

Ativar a mudança social

A empresa não se esforça apenas para ter uma consciência ambiental limpa. Também faz questão de contratar pessoas que estão desempregadas há muito tempo. Em 2016, venceu um prémio no Concurso Europeu de Inovação Social.

(https://ec.europa.eu/growth/industry/innovation/policy/social/competition_en)

"Não sou político, sou cidadão. A Love Your Waste está na sociedade e quer atuar em dois problemas estruturais de qualquer sociedade; desemprego e meio ambiente. E, em termos de desemprego, nós atuámos na parte mais difícil do desemprego, que é o desemprego a longo prazo.” diz Perrin, acrescentando: “É perfeitamente possível combinar lucratividade com ação social e ambiental - nós provamos isso diariamente."

Organizada anualmente pela Comissão Europeia, este ano, a Competição Europeia para a Inovação Social incidirá sobre formas de reduzir o desperdício de plástico - os vencedores serão anunciados no Outono.

Um especialista em inovação social, Taoufik Vallipuram, co-fundou a rede internacional Ouishare. Trabalha para ajudar as cidades a se adaptarem às mudanças tecnológicas. O Business Planet falou com ele sobre o conceito de inovação social e o futuro papel.

Taoufik Vallipuram

Business Planet: O que é inovação social? É uma nova maneira de fazer negócios?

Taoufik Vallipuram:"A inovação social concentra-se em questões sociais e ambientais que ainda não foram abordadas ou que não podem ser resolvidas com uma forma "industrial" de pensar. Por isso, é muito diferente. A inovação social tenta resolver uma questão social".

BP: Empresas socialmente inovadoras são o futuro?

TV:"É muito cedo para dizer isso. A inovação social visa abordar tópicos muito específicos. Não se trata de tornar o novo negócio em inovação social, trata-se de ver como as pessoas que gerem empresas com iniciativas sociais inovadoras trabalham e influenciam grandes corporações. É um sonho pensar que daqui a 20 anos a inovação social dominará o mundo. Se quisermos pensar no futuro, temos que pensar sobre isto, de uma forma holística, onde as empresas trabalham juntas, onde percebem que fazem parte do mesmo ecossistema ".

O que é o Concurso Europeu de Inovação Social?

O Concurso Europeu de Inovação Social, organizado pela Comissão Europeia em todos os países europeus, procura novas soluções para os problemas que afetam a sociedade.

Todos os anos, uma questão-chave é selecionada como tema da competição e os três projetos que oferecem as melhores soluções ganham prémios no valor de 50.000€.

A edição de 2019 do Concurso de Inovação Social, intitulado “Desafio plástico desafiador”, está à procura de ideias e projetos que reduzam o desperdício de plástico. Os 3 vencedores serão anunciados em outubro de 2019, em Bruxelas.

Links Úteis

Inovação social:

http://ec.europa.eu/growth/industry/innovation/policy/social_en

Concurso de inovação social: https://ec.europa.eu/growth/industry/innovation/policy/social/competition_en

Twitter: @EusocialInnov https://twitter.com/EUSocialInnov