EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Hungria quer reforçar estímulo à economia

Hungria quer reforçar estímulo à economia
Direitos de autor MTI/Koszticsák Szilárd
Direitos de autor MTI/Koszticsák Szilárd
De  Luis Guita
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeiro-ministro, Viktor Orban, anunciou mais planos de estímulo à economia. Ministro das finanças prevê crescimento de 4% no ano que vem, mas economistas apontam para 3,3%.

PUBLICIDADE

Primeiro-ministro húngaro anunciou mais planos de estímulo à economia. Ministro das finanças prevê crescimento de 4% no ano que vem, mas economistas apontam para 3,3%.

A Hungria conta introduzir mais dois planos de estímulo à economia no ano que vem, anunciou o primeiro-ministro, Viktor Orban, sem dar detalhes sobre as medidas.

Com o crescimento a desacelerar na União Europeia, o principal parceiro comercial, a política económica de Orban centra-se em manter uma taxa de crescimento económico que ultrapasse a média da Uniao Europeia (UE) em 2 pontos percentuais.

Em junho, o Governo anunciou um primeiro conjunto de medidas, incluindo cortes de impostos, para impulsionar a criação de empregos.

A economia da Hungria cresceu 5,3% no primeiro trimestre. O ministro das Finanças, Mihaly Varga, disse que as medidas de junho podem sustentar o crescimento em torno de 4% no próximo ano. Economistas esperam que o crescimento económico da Hungria seja de 3,3%.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Economia alemã recua 0,1% devido à tensão comercial mundial

Televisão pública húngara emite debate político pela primeira vez em 18 anos

Na Hungria, uma nova oposição liderada por Péter Magyar desafia Viktor Orbán