Última hora

"Retratos de Gauguin" na National Gallery em Londres

"Retratos de Gauguin" na National Gallery em Londres
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A National Gallery, em Londres, tem patente uma exposição exclusivamente de obras de retrato do artista francês pós-impressionista, Paul Gauguin. As pinturas de mulheres nuas e a sua relação com uma mulher menor de idade no Taiti seriam "problemáticas" nesta época do movimento Metoo, mas Mette Gauguin, a bisneta do artista, está aí para o defender: "Sempre houve um elemento de Gauguin nos seus retratos, não eram simplesmente fotos de outras pessoas. Eram sempre sobre a forma como ele as via. Para mim, o que Gauguin fez com os seus retratos foi conecta-nos com a vida interior dos retratados. Se olharmos para os retratos destas mulheres, que obviamente são criticáveis porque são retratos sem roupa, não são apenas mulheres nuas, têm uma vida. Podemos vê-las pensando".

Uma parte fundamental da exposição é o trabalho do artista na ilha do Taiti, na Polinésia Francesa. Uma obra que sempre provocou controvérsia é o retrato que Paul Gauguin pintou da sua esposa nativa, Teha'amana, durante sua primeira estadia no Taiti, de 1891 a 1893. O casamento foi arranjado e Gauguin, que tinha 40 anos na época, referiu que eTeha'amana teria apenas 13 ou 14 anos na época.

"No contexto da época, 14 era a idade em que a maioria das mulheres se casava na Polinésia. Na verdade, elas estavam na prateleira se não tivessem ficado com alguém até então. Era totalmente normal. Também tem havido esta crítica sobre o abuso de poder - homem mais velho, mulher jovem. Mas um homem europeu era visto como um prémio, basicamente. Era muito mais excitante viver com alguém que era um artista, alguém diferente, do que ser a mulher e de um pescador ou agricultor de subsistência. Passar todos os dias a consertar redes ou a festejar e a beber brandi francês. Quer dizer, o que era preferível?", diz Mette Gauguin.

Com cerca de cinquenta obras, a mostra inclui pinturas, trabalhos em papel e objetos tridimensionais, provenientes de coleções públicas e privadas de todo o mundo. Os "Retratos de Gauguin" podem ser vistos na National Gallery de Londres até o final de janeiro.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.