Última hora

"Estado da União":

"Estado da União":
Direitos de autor
REUTERS - VINCENT KESSLER
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A maioria dos líderes da União Europeia, diplomatas e eurodeputados condenaram a súbita e controversa incursão da Turquia no norte da Síria. A exceção veio do governo da Hungria, que bloqueou uma declaração conjunta, alegando não querer perturbar a Turquia.

A chefe da diplomacia da União Europeia, Federica Mogherini, explicou, no Parlamento Europeu, a gravidade da situação: "A ação militar minará a segurança dos parceiros locais da coligação, nomeadamente, as forças curdas. O risco de instabilidade prolongada no nordeste da Síria vai proporcionar o terreno fértil para o ressurgimento do Daesh. Não devemos esquecer que o Daesh continua a ser uma ameaça significativa à segurança regional, internacional e europeia".

Mantêm-se as negociações na saga do Brexit, mas a possibilidade de obter um acordo parece diminuir. Um tweet do presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, dirigido ao primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, evidencia bem como a frustração está a tomar conta dos líderes políticos.

"O que está em jogo não é ganhar o estúpido jogo de culpas. Está em jogo o futuro da Europa e do Reino Unido, bem como a segurança e os interesses das populações. Você não quer um acordo, não quer um adiamento, não quer revogar, quo vadis?", escreveu Tusk.

No programa pode ver, também, uma entrevista com o escritor ucraniano Andrei Kurkov, realizada pela correspondente da euronews, Ana Lazaro.

Destaques na agenda da próxima semana:

13 de outubro

Eleições na Polónia.

15 de outubro

Reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia, no Luxemburgo.

17-18 de outubro

Cimeira da União Europeia, em Bruxelas, com o Brexit em destaque.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.