Última hora

Eleições britânicas animam mercados

Eleições britânicas animam mercados
Tamanho do texto Aa Aa

Os mercados atingiram, esta sexta-feira, novos máximos em todo o mundo.

Os investidores mostraram-se otimistas depois de ter sido oficializado o acordo comercial entre os Estados Unidos da América e a China, que há meses minava a confiança dos investidores, e com a vitória de Boris Johnson, o que pode significar que a saída do Reino Unido da União Europeia está mais próxima de se concretizar.

Para o analista de mercados Chris Beauchamp, "a clareza que este resultado proporciona elimina muitas das incertezas, pelo menos por enquanto, para o Reino Unido e dá realmente aos investidores uma razão para olharem mais positivamente para o que vai acontecer com o Reino Unido".

É um final de ano para os investidores poderem respirar um pouco, no entanto, as incertezas podem voltar já no início de 2020.

"Muito, provavelmente, veremos o Brexit a acontecer no final de janeiro do próximo ano, mas depois deste Brexit, haverá um período de transição e negociações muito longas sobre um futuro acordo comercial entre o Reino Unido e a União Europeia, o que trará novas incertezas", sublinha o economista Carsten Brzeski.

Também, nos mercados cambiais a libra ganhou novo fôlego na sequência do resultado das eleições no Reino Unido, tendo voltado aos valores de 2016, em relação ao euro, antes do início da saga do "Brexit".

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.