Última hora
This content is not available in your region

Bolívia impede entrada de diplomatas espanhóis na embaixada mexicana

EFECTIVOS POLICIALES RESGUARDAN LA EMBAJADA DE MEJICO EN LA ZONA SUR DE LA CIUDAD DE LA PAZ. 12-26-19 AP/STRINGER
EFECTIVOS POLICIALES RESGUARDAN LA EMBAJADA DE MEJICO EN LA ZONA SUR DE LA CIUDAD DE LA PAZ. 12-26-19 AP/STRINGER   -  
Direitos de autor
LGB - LUIS GANDARILLAS
Tamanho do texto Aa Aa

A polícia boliviana não permitiu que vários diplomatas espanhóis entrassem no edifício da embaixada mexicana em La Paz, na Bolívia, por estes estarem encapuzados e alegadamente armados. O governo boliviano diz que vai fazer queixa à União Europeia daquilo que chama "abuso de poder diplomático" por parte dos diplomatas espanhóis.

A Chefe da Diplomacia boliviana, Karen Longaric, falou aos jornalistas. Longaric diz que a ação cometida pelos diplomatas espanhóis é uma "atrocidade" que "afeta a "dignidade, e soberania do Estado boliviano, a segurança nacional e que compromete a integridade física de todos os que estão na embaixada".

Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved
Karen LongaricCopyright 2019 The Associated Press. All rights reservedJuan Karita

Madrid foi 'apanhada' numa teia de tensão que existe entre o México e a Bolívia, desde que o governo mexicano concedeu asilo ao antigo presidente boliviano.

Evo morales demitiu-se em novembro depois de dias intensivos de manifestações contra alegada fraude nas eleições presidenciais. Morales perdeu o apoio militar, demitiu-se do governo, fugiu para o México e, mais tarde, para a Argentina.

A chefe da diplomacia da Bolívia já tinha condenado a posição dos dois países perante o cenário político na Bolívia. “A atitude que o México e que o próximo governo da Argentina estão a demonstrar, infelizmente, está orientada a promover uma mudança na região de graves consequências para a estabilidade da região", disse Karen Longaric numa entrevista à Lusa.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.