Última hora
This content is not available in your region

Centros de jardinagem reabrem no Reino Unido

euronews_icons_loading
Centros de jardinagem reabrem no Reino Unido
Direitos de autor  Kirsty Wigglesworth/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

No Reino Unido, as lojas de plantas e centros de jardinagem estão entre os comércios que foram autorizados a reabrir as portas, à medida que o país avança com um desconfinamento gradual.

Pela primeira vez desde março, os clientes tiveram a oportunidade de se abastecer de plantas, sementes e terra, depois de dois meses de frustração face à impossibilidade de aproveitar a primavera particularmente clemente este ano no território britânico.

Um alívio também para os comerciantes que, apanhados subitamente pela ordem de encerramento, viram estragar-se uma grande parte dos "stocks" durante o confinamento.

Há uma grande excitação, o sol brilha e isso faz com que a vida seja melhor. Foi uma passagem traumática, uma montanha russa para todos. É excitante abrir novamente e bom para a moral de todos e poderemos também voltar a ver entrar algum dinheiro para o negócio.
Tim Godwin
dono do Fosseway Garden Centre

Para os clientes, a reabertura permite aligeirar os espíritos e mudar de ideias depois do período de confinamento, frisando de certa forma a reconquista da liberdade.

É maravilhoso. Não sei porque não abriram antes. As lojas de trabalhos manuais e material de construção puderam abrir e penso que os centros de jardinagem são o mesmo tipo de coisa.
Denise Carter
cliente
Nunca percebi porque fecharam, porque aqui é fácil manter o distanciamento social, sem qualquer problema.
David Prout
cliente

O correspondente da euronews Trent Murray explica que "para os que não têm um jardin, os que vivem em blocos de apartamentos, o governo também levantou o limite de uma hora para os passeios no exterior, o que significa que as pessoas podem agora aceder aos parques e jardins, não só para apanhar sol, mas com tempo para cheirar de perto as flores".