Última hora
This content is not available in your region

Economia britânica em queda - e pode perder muito mais

euronews_icons_loading
Economia britânica em queda - e pode perder muito mais
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

A economia britânica sofreu a maior contração desde 1979, com as famílias a reduzir as despesas, de acordo com dados oficiais que incluem os primeiros dias do confinamento ditado pelo coronavírus.

O Instituto Britânico de Estatística (ONS) reviu em baixa a estimativa anterior. Diz agora que agora o PIB contraiu 2,2%, com todos os principais setores económicos em contração.

O 1º trimestre é constituído por janeiro, fevereiro e março. A Grã-Bretanha entrou em confinamento mais tarde do que o resto da Europa, no dia 23 de Março, pelo que estes números podem ser apenas um prenúncio do que está para vir.

O primeiro-ministro britânico revelou planos para acelerar milhares de milhões de libras em projetos de infraestruturas no Reino Unido. Diz que a pandemia de coronavírus oferece uma oportunidade "para ser radical": "Este momento dá-nos uma oportunidade muito maior de sermos radicais, de fazermos as coisas de forma diferente. Para construir de novo melhor e para construir de novo de forma mais ousada. Libertaremos o potencial de todo o país. Vamos tornar este país mais seguro, vamos construir hospitais, escolas, colégios. Mas também reconstruiremos tudo de forma mais verde", disse Boris Johnson.

O impacto dos vários meses de paragem na economia pode vir a causar a maior quebra económica do Reino Unido no pós-guerra. São efeitos que só vão conseguir ser medidos e avaliados mais tarde, mas o Banco de Inglaterra tem já uma ideia.

No conjunto dos primeiros seis meses de 2020, a economia britânica pode ter contraído 20%, segundo disse o Banco Central britânico no início deste mês.

O Reino Unido é o país europeu mais afetado pela pandemia, em número de casos detetados e em número de mortes, embora tenha começado a sofrer os efeitos algumas semanas mais tarde que outros países europeus, como Itália, França e Espanha. Tal como o resto da Europa, a Grã-Bretanha está em fase de desconfinamento, mas em qualquer altura as coisas podem voltar ao estado em que estavam há algumas semanas.