Última hora
This content is not available in your region

Van Gogh drive-in

euronews_icons_loading
Van Gogh drive-in
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Tal como cinemas, raves e até casamentos se converteram ao regressado conceito de drive-in, por causa da pandemia, também os museus estão a apostar no formato. Em Toronto, no Canadá, uma exposição dedicada a Van Gogh tem um espaço reservado para quem queira ver as projeções na segurança do seu automóvel.

Um armazém foi transformado em sala de exposições temporária com espaço para 10 viaturas de cada vez. O espetáculo dura cerca de 35 minutos.

Quem viu, gostou de observar o trabalho do pintor holandês revisitado com recurso às novas tecnologias e combinado com música numa experiência imersiva. A sensação de segurança providenciada pelo facto de não ser necessário sair da viatura também foi apreciado pelos visitantes.

Para além do formato drive-in, Toronto também tem uma versão clássica da exposição, em tudo semelhante à que está patente em Lisboa até janeiro de 2021 e na qual os visitantes podem literalmente mergulhar e fazer parte dos quadros de Vincent Van Gogh.