Última hora
This content is not available in your region

Realidade aumentada mostra esplendor do Circo Máximo

euronews_icons_loading
Turistas viajam ao passado do Circo Máximo em nova experiência de visita
Turistas viajam ao passado do Circo Máximo em nova experiência de visita   -   Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

O vazio das ruínas do Circo Máximo em Roma transformou-se num lugar ideal para dar asas à imaginação. Com recurso a óculos imersivos, o lugar arqueológico apresenta-se, agora, ainda mais grandioso, graças a uma experiência que recorre à realidade aumentada.

Em tempos foi a maior arena de entretenimento do império romano, com capacidade para acomodar 250 mil espetadores.

"É possível recrear o passado, em particular no maior monumento de todos os tempos que foi o Circo Máximo. Para devolver o verdadeiro valor deste monumento esforçámo-nos, em conjunto com o pessoal técnico, por reconstruir, com o máximo de rigor científico possível, a zona do circo", sublinhou Maria Letizia Buonfiglio, curadora do Circo Máximo.

Com 600 metros de comprimento e 140 de largura, o Circo Máximo, um dos maiores monumentos da história antiga, alberga a maior experiência de realidade aumentada do mundo a céu aberto, pelo menos de acordo com a cidade e a empresa envolvida no desenvolvimento do projeto.

"Em termos de números, estamos a falar de cerca de 13 mil linhas de código e de mais de 2 mil milhões de polígonos. Imagine-se o que seria gerir todos esses polígonos em tempo real, tendo de aparecer à escala real e no lugar perfeito, perfeitamente sincronizado a partir de qualquer ponto de observação", lembrou Massimo Spaggiari, diretor-executivo da GSNET, uma empresa de realidade virtual.

A experiência de visita ao Circo Máximo com recurso a realidade aumentada pode ser usufruída até ao fim de setembro. Deverá regressar em 2021 quando voltarem os turistas.