Última hora
This content is not available in your region

4ª edição do Festival de Cinema de El Gouna chega ao fim

euronews_icons_loading
 4ª edição do Festival de Cinema de El Gouna chega ao fim
Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Sob fortes medidas sanitárias, em nome do respeito pelas normas em tempo de pandemia, a 4ª edição do Festival de Cinema de El Gouna, no Egito, chegou ao fim com o mesmo glamour e sofisticação de sempre na costa do mar Vermelho.

Com menos estrelas a conseguirem viajar para o país, o evento de nove dias procurou, mesmo assim, alimentar a cultura que permite aos realizadores transformar ideias em realidade.

No total foram exibidos 63 filmes, 18 curtas-metragens e uma dezena de documentários de diferentes partes do mundo, dando-se eco à diversidade.

Este foi o primeiro festival de cinema a decorrer no Médio Oriente em 2020. O fundador, Naguib Sawiris, explicou a mensagem contida na realização do mesmo: "A decisão de fazer o festival apoiou-se principalmente no facto de que queremos que a vida continue. É uma mensagem de esperança, de felicidade e de desafio. O cinema é isso tudo."

Na cerimónia de encerramento, o filme "Quo Vadis, Aida?", realizado por Jasmila Žbanić, recebeu uma Estrela de Ouro. Conta a história de Aida, uma tradutora das Nações Unidas, que tenta salvar a família durante a guerra da Bósnia.

A realizadora tunisina Kaouther Ben Hania também triunfou com o prémio de melhor filme árabe graças à película "The Man Who Sold His Skin" ("O homem que vendeu a pele", em tradução livre). Conta a história de um refugiado sírio que se torna numa tela viva tatuada na Europa.

"Estou realmente feliz por ter conquistado este prémio num país árabe, porque o filme fala sobre um refugiado na Europa, de um ponto de vista árabe, o que não é comum", sublinhou, em em entrevista à Euronews, Kaouther Ben Hania

Pela passadeira vermelha desfilaram incontáveis estrelas. Paralelamente decorreu um evento da plataforma CineGouna para financiar e apoiar jovens realizadores. Foram escolhidos projetos com temas que versam sobre luta política, humanidade e empoderamento feminino na região do Médio Oriente na esperança de se fazerem ouvir novas vozes e desenvolverem os realizadores do futuro.