Última hora
This content is not available in your region

"Indústria 4.0" no coração de Bilbau

euronews_icons_loading
"Indústria 4.0" no coração de Bilbau
Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Nos anos 90, Bilbau sofreu uma grande remodelação, em grande parte trazida pelo museu Guggenheim projetado por Frank Gehry. A capital económica do País Basco espanhol quer agora melhorar a competitividade empresarial para enfrentar os desafios da economia digital. BETA 2 é uma ciberfábrica situada em Zorrotzaurre, um bairro que é uma ilha com forte passado industrial. O edifício é a concretização de um projeto europeu, AS Fabrik, que promove a interconetividade das start-ups, a formação de especialistas e a produção.

Várias empresas já beneficiaram, entre elas a Nexmachina, de Fernando Presa Frías. Especializada em sensores e tecnologia sem fios, tem como ponto forte a chamada internet das coisas, ou IOT. Atualmente tem um pequeno escritório e na primavera vai mudar-se para a BETA 2.

"Zorrotzaurre, a nova ilha, a Manhattan de Bilbau como lhe chamam, vai-nos permitir estar num novo ecossistema ligado à indústria 4.0, colaborar e realizar seminários com os alunos da Universidade de Mondragón, com outras empresas com quem temos afinidades e conseguir sinergias enquanto empresas que se estão a especializar em tecnologia para a indústria", diz o empresário.

A AS Fabrik tem um orçamento global de 5,8 milhões de euros, dos quais 80% é financiado pela Política de Coesão da União Europeia.

Um dos pilares deste projeto é a formação de profissionais nos serviços avançados para a indústria, mecatrónica, inteligência artificial e análise de dados. Teoria e prática são combinadas de forma a responder aos desafios industriais e sociais de forma transversal.

"São desafios globais e a complexidade desses desafios como as mudanças climáticas, a migração ou migrações e os novos poderes económicos, a digitalização implica a integração de conhecimentos de várias áreas. Por isso, a AS Fabrik também é um laboratório universitário virado para o futuro", diz Jon Altuna Iraola, vicerreitor da Universidade de Mondragón.

A AS Fabrik faz parte da transformação de de Zorrotzaurre, este bairro situado numa ilha de 835 quilómetros quadrados na qual vão ser criados dois parques tecnológicos. Que mais procura Bilbau com esta transformação urbanística? Asier Abaunza Robles, vereador para o planeamento urbano do município de Bilbau, explica: "O que os projetos de Zorrotzaurre e da AS Fabrik procuram é gerar novas oportunidades de emprego no território e atrair jovens para a cidade, reverter a tendência populacional que temos neste momento, como muitas outras cidades europeias, com muitas pessoas mais velhas e uma necessidade de atrair gente jovem para o município".