Última hora
This content is not available in your region

Quatro migrantes morreram ao largo das Canárias

De  Euronews com LUSA
euronews_icons_loading
Quatro migrantes morreram ao largo das Canárias
Direitos de autor  Bruno Thevenin/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

A Delegação do Governo espanhol nas Ilhas Canárias confirmou a morte de quatro migrantes, encontrados numa embarcação a cerca de 120 milhas a sul da ilha de El Hierro.

Os quatro homens, que partiram da costa de África e tentavam chegar ao arquipélago espanhol, morreram durante a travessia. A embarcação onde seguiam foi avistada por um barco de pesca e três helicópteros de salvamento foram chamados ao local.

A Cruz Vermelha disse que na pequena embarcação seguiam mais 19 pessoas que sofriam de desidratação e hipotermia, três delas em estado grave.

Desde o início do ano, já morreram pelo menos 47 pessoas a tentar atravessar o oceano Atlântico em direção às Canárias.

Imigração ilegal no Algarve

Desde o final de 2019, já foram identificados pelo menos sete desembarques na costa algarvia.

Já este ano, no final de março, um grupo de marroquinos terá entrado em Portugal com uma lancha rápida, que foi abandonada numa praia do Algarve. Três pessoas foram detidos e presentes a tribunal. Em declarações à agência Lusa, o subintendente da PSP Hugo Marado disse haver indícios de que “se trata de um grupo maior”, existindo a hipótese de serem 16 pessoas, alegadamente provenientes de Marrocos".

Em dezembro do ano passado, a secretária de Estado para a Integração e as Migrações disse que a chegada de imigrantes ilegais ao Algarve não permite falar em nova rota migratória. "Sei que tiveram muita visibilidade mediática, mas são menos de 100, o que ainda não nos permite saber se é um novo padrão migratório.Ainda nem sequer temos dados para perceber se queriam vir para Portugal ou se queriam a partir de Portugal e ir para outros países", afirmou Cláudia Pereira.