Última hora
This content is not available in your region

Yayoi Kusama, a artista da natureza cósmica em retrospetiva

euronews_icons_loading
Yayoi Kusama, a artista da natureza cósmica em retrospetiva
Direitos de autor  Afptv
Tamanho do texto Aa Aa

Do Japão para o mundo, Yayoi Kusama é aos 92 anos nome de relevo da arte contemporânea.

Pela primeira vez na Alemanha, uma restropetiva abrangente do trabalho da artista está a ser feita, num convite ao público para uma viagem ao longo de sete décadas e quase três mil metros quadrados de exposição, no museu Martin Gropius Bau.

"Temos quase 250 obras em 19 salas. É realmente uma exposição que mostra como ela tanto faz parte da história da arte, como ainda hoje é uma das artistas mais progressistas", revela Stephanie Rosenthal, curadora do espetáculo e diretora do museu.

Das primeiras pinturas e esculturas aos ambientes imersivos, a obra de Kusama é multidisciplinar sendo a própria artista pioneira na criação de uma marca pessoal.

A exposição "Yayoi Kusama: Uma Retrospetiva" decorre no museu Martin Gropius Bau, em Berlim, até 15 de agosto.

Um mundo de flores em Nova Iorque

Kusama nasceu em 1929, na cidade de Matsumoto, no Japão, onde a família detinha uma quinta. A infância imersa em flores e alguns episódios de alucinações com violetas falantes inspiraram, anos mais tarde, o trabalho da artista, agora exposto também nos Estados Unidos.

Numa área superior a um milhão de metros quadrados, a paisagem do Jardim Botânico de Nova Iorque (NYBG) floresce vibrante em cores e formas

Karen Daubmann, vice-presidente para exposições do NYBG, diz que "não houve de facto uma exposição como esta, que tenha incorporado obras interiores e exteriores e uma visão realmente ampla da sua carreira, focada nas flores, nas plantas e no mundo natural".

Da exposição contam obras da década de 60 do século passado até aos dias de hoje.

"Kusama: Cosmic Nature" pode ser visitado no Jardim Botânico de Nova Iorque, até 31 de outubro de 2021.