This content is not available in your region

Aniversário de Constituição polaca sob fundo de tensões com a Rússia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Aniversário de Constituição polaca sob fundo de tensões com a Rússia
Direitos de autor  AP Photo

A Polónia assinalou os 230 anos da primeira constituição adotada democraticamente na Europa. Celebrado em grande pompa, o aniversário decorre num contexto de fricções com Bruxelas, que contesta as reformas judiciais conduzidas por Varsóvia.

Mas, ladeado pelos chefes de Estado ucraniano, lituano, letão e estónio, o presidente polaco concentrou o discurso nas ameaças externas à segurança, com os olhos postos na Rússia.

No domingo, o primeiro-ministro polaco e a homóloga lituana já tinham disparado a primeira salva, classificando a política externa do Kremlin como "imperialista", e afirmando que a situação na Bielorrússia e na Ucrânia permitirão avaliar se a resposta ocidental é suficiente.

Mateusz Morawiecki, primeiro-ministro da Polónia:"São infelizmente áreas particularmente sensíveis, é preciso dizê-lo, do ponto de vista da política imperialista russa. É por isso que apoiamos os ucranianos e os bielorrussos no combate pela democracia e pela liberdade. A melhoria da situação a Leste será a medida do nosso realismo."

No mais recente episódio da escalada nas tensões entre o Ocidente e Moscovo, a União Europeia convocou o embaixador russo no bloco, na sequência da decisão da Rússia de proibir a entrada no seu território de oito altos responsáveis europeus. Uma represália às sanções impostas por Bruxelas em reação à detenção e condenação do líder da oposição russa Alexei Navalny.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da UE deverão debater as complicadas relações com o Kremlin a 10 de maio.