Última hora
This content is not available in your region

Os programas eleitorais dos favoritos a ganhar eleições alemãs

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
CDU ou SPD devem liderar próximo Governo alemão
CDU ou SPD devem liderar próximo Governo alemão   -   Direitos de autor  ZZEBU
Tamanho do texto Aa Aa

Três partidos lideram as sondagens desde maio na corrida ao Bundestag.

O democrata-cristão Armin Laschet quer focar-se em "ferramentas eficientes para a economia de mercado", de forma a cumprir as metas climáticas de Paris.

A CDU / CSU prometeu abolir a taxa de "sobretaxa de solidariedade", uma medida que vai beneficiar principalmente os que ganham mais.

A principal diferença entre o SPD e a CDU é o papel do estado.

O candidato do SPD e ministro das Finanças, Olaf Scholz, quer acabar com as restrições à imigração, uma pensão mínima estável e um salário mínimo de 12 euros por hora.

Scholz prometeu regressar o mais rapidamente possível às regras orçamentais consagradas na constituição da UE, mas os conservadores acusaram-no de querer prolongar o mecanismo de solidariedade europeu e transformar a União Europeia numa "Europa da dívida".

Para os Verdes, o acesso à internet e à digitalização estão intimamente ligados aos direitos democráticos e à participação. O seu programa põe a ênfase no desenvolvimento de infraestruturas.

A sua candidata, Annalena Baerbock, pede um novo começo e uma mudança de política, com um afastamento mais cedo do carvão como fonte de eletricidade.

Parece evidente que o SPD ou a CDU vão liderar o futuro Governo alemão, mas as sondagens mostram que vão precisar de dois parceiros. As coligações tidas comos mais prováveis unem a CDU, o SPD e os Verdes, ou a CDU, SPD e o FDP ou ainda o SPD, os Verdes e o FDP.

Esta última é a mais provável, já que os liberais são mais pragmáticos. Se se confirmar, o partido de Christian Lindner vai desempenhar um papel crucial e alguns já o vêem como o próximo ministro das Finanças.