Última hora
This content is not available in your region

Falta de condutores de pesados afeta lacticínios britânicos

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Falta de condutores de pesados afeta lacticínios britânicos
Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

A falta de condutores de pesados no Reino Unido está a levar ao desperdício de leite.

Trata-se de um problema para alguns produtores de lacticínios que não têm alternativa senão desfazerem-se do produto.

Para Henry Bloxham, um produtor de lacticínios do condado de Staffordshire trata-se de uma preocupação constante e uma consequência direta da saída do Reino Unido da União Europeia.

“Se não vêm cá recolher o leite temos que o deitar fora, apanhou-nos de surpresa. Não foi fácil arranjar um sítio para enviar o leite. Está a pressionar bastante os agricultores e não temos o dinheiro para tentar reagir", afirma este produtor de lacticínios britânico.

Oitenta quilómetros a norte, o leite orgânico produzido por esta manada de vacas de Jersey é agora vendido diretamente aos clientes.

Foi a solução encontrada por Paul Boam para garantir que o leite chega às máos dos consumidores finais.

“Tivémos que nos ligar diretamente ao cliente. Entregar o leite diretamente a outras famílias. Assumimos controlo do nosso próprio destino", diz Paul Boam.

O filho de Paul, Jack, começou a produzir gelados antes do Brexit e passou algum tempo em Itália a aprender com peritos.

No entanto, a sua empresa debate-se agora com problemas resultantes do Brexit.

“Para nós, é óbvio que os preços vão aumentar. As avelãs vêm de Itália e os pistachios são de Bronte, até o chocolate vem da Bélgica", afirma Jack Boam.

O sindicato dos agricultores afirma que a situação é preocupante e não é sustentável.

O governo contudo responde dizendo que "cabe à indústria encontrar soluções e que já foram alcançados sucessos nos testes e contratações de condutores assim como se progrediu na melhoria dos salários, condições de trabalho e diversidade".