Última hora
This content is not available in your region

Eurogrupo acerta posições sobre subida de preços da energia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Eurogrupo acerta posições sobre subida de preços da energia
Direitos de autor  Zucchi-Enzo/European Union
Tamanho do texto Aa Aa

Com o frio a bater à porta, a escalada dos preços da energia trouxe dores de cabeça adicionais para a Europa.

Reunidos no Luxemburgo, os ministros das Finanças da zona euro discutem até que ponto se trata de um problema transitório ou permanente.

Os países do sul e do leste europeu querem uma resposta coordenada de Bruxelas para crise.

"Aprendemos, com a negociação do fornecimento de vacinas, que somos mais fortes quando falamos a uma só voz. Consideramos que seria bastante apropriado se as instituições europeias falassem a uma só voz, em nome de 27 Estados-membros, quando estão em causa fornecedores grandes e internacionais", sublinhou a ministra das Finanças de Espanha, Nadia Calviño.

Em setembro, Espanha, propôs, por exemplo, a criação de uma plataforma europeia centralizada para comprar gás natural conjuntamente e facilitar a criação de reservas estratégicas.

Mas enquanto a União Europeia tenta resolver o problema, ao mesmo tempo tem também de investir na transição verde.

Os Estados-membros do norte da Europa não querem arrefecer as ambições de reduzir as emissões de CO2. As nações dependentes de combustíveis fósseis, por outro lado, temem o impacto da crise na recuperação económica pós-pandemia.

Um pau de dois bicos que promete alimentar divisões geográficas na cimeira europeia prevista para o final deste mês.