EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Emmanuel Macron ou Marine Le Pen: a França escolhe hoje

Cartazes da campanha eleitoral em França
Cartazes da campanha eleitoral em França Direitos de autor Thibault Camus/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Thibault Camus/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

48,7 milhões de franceses votam hoje na segunda volta da eleição presidencial. A escolha é, como há cinco anos, entre Emmanuel Macron e Marine Le Pen

PUBLICIDADE

Este domingo, a França vota para escolher quem vai presidir os destinos do país nos próximos cinco anos.

48,7 milhões de eleitores são chamados a escolher.

A afluência às urnas era, ao meio dia, de 26,41% . Na primeira volta, à mesma hora tinham votado 25, 48% dos eleitores.

O centrista, Emmanuel Macron, pediu a confiança dos eleitores para um segundo mandato, o que faria dele o primeiro presidente francês a ser reeleito nos últimos 20 anos.

O candidato votou esta manhã no Touquet, uma comuna do departamento do Pas-de-Calais, no norte de França e regressa a Paris esta tarde.

A sua rival, a candidata Marine Le Pen, que viu crescer o apoio durante a campanha para esta eleição e nunca esteve tão perto de chegar à presidência votou em Henin Beaumont, também no departamento de Pas-de-Calais.

Sorridente, a candidata da extrema-direita mostrou-se confiante. Esta tarde, segue também para Paris onde vai aguardar o resultado da eleição.

Quem também votou logo de manhã, mas em Marselha, foi a terceira figura importante do escrutínio, o líder de extrema-esquerda Jean-Luc Mélenchon, que agregou 22% do eleitorado na primeira volta.

O homem que muitos consideram ter a chave deste escrutínio, com os quase 22% de votos da primeira volta, não apelou ao voto em nenhum candidato, mas deixou claro em qual "ninguém deveria votar".

As urnas de voto encerram às 20 horas, em França, 19 em Lisboa, hora a que serão conhecidas as primeiras projeções de resultados.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Esquerda francesa prepara aliança para as legislativas

Líder da independência da Nova Caledónia comparece em tribunal devido aos tumultos

Inteligência Artificial ajuda a identificar cancro de origem desconhecida