EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Governador de Donetsk apela à evacuação da região

Mãe abraça a filha enquanto esperam pelo autocarro que as levará da cidade de Sloviansk, em Donetsk, Ucrânia
Mãe abraça a filha enquanto esperam pelo autocarro que as levará da cidade de Sloviansk, em Donetsk, Ucrânia Direitos de autor Petros Giannakouris/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Petros Giannakouris/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Pavlo Kyrylenko apelou à população que abandonasse as suas casas, devido à aproximação do exército russo, que visa a conquista de todo o Donbass.

PUBLICIDADE

O governador de Donetsk, Pavlo Kyrylenko, está a apelar à população que ainda permanece na região que abandone as casas e parta antes da chegada do invasor, numa altura em que os bombardeamentos a anunciar a chegada dos soldados já se fazem sentir com toda a intensidade.

Putin deu ordem para avançar com a ofensiva no leste da Ucrânia e após ter felicitado as tropas russas por terem "libertado" a região de Luhansk, falta apenas Donetskpara que o presidente possa reclamar a conquista do Donbass.

Por questões de segurança, Kyrylenko insiste na evacuação. 

"Cerca de 350 mil cidadãos ficaram aqui, em comparação ao milhão e seiscentas mil pessoas que aqui viviam antes. É uma quantidade muito significativa. E é por isso que vou falar com as administrações locais e desta vez serei mais severo, independentemente do que as pessoas digam, preocupo-me com as suas casas e as suas vidas, mas elas devem partir", afirmou o governador ucraniano.

Em causa está uma das maiores evacuações desde o início da guerra na Ucrânia. O conflito é já responsável pela deslocação de aproximadamente 12 milhões de pessoas, 7,7 milhões de ucranianos partiram para outro ponto do território, mais de cinco milhões procuraram já refúgio em outros países.

O avanço da ofensiva russa não impede, no entanto, a Ucrânia e os países do Ocidente que ainda esta semana se reuniram na Suíça de olhar para o futuro. 

Da Conferência de Lugano, realizada nos últimos dois dias, saíram as primeiras linhas de um plano de reconstrução da Ucrânia, que deverá rondar os 750 mil milhões de dólares

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataque russo faz dezenas de mortos

Russos concentram ofensiva em Sloviansk

Soldados ucranianos falam em "inferno na terra" no Donbass