EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

EUA e Israel reforçam laços de segurança

O presidente norte-americano Joe Biden efectua desde quarta-feira a sua primeira digressão pelo Médio Oriente, cuja primeira etapa é Israel.
O presidente norte-americano Joe Biden efectua desde quarta-feira a sua primeira digressão pelo Médio Oriente, cuja primeira etapa é Israel. Direitos de autor AP Photo/Evan Vucci
Direitos de autor AP Photo/Evan Vucci
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Declaração conjunta dos líderes inclui o compromisso de impedir que o Irão obtenha uma arma nuclear.

PUBLICIDADE

O presidente dos EUA Joe Biden e o primeiro-ministro de Israel Yair Lapid, assinaram esta quinta-feira em Israel uma declaração conjunta na àrea da segurança firmando o seu compromisso de cooperação militar contra o Irão, segundo fonte oficial norte-americana.

O presidente norte-americano efectua desde quarta-feira a sua primeira digressão pelo Médio Oriente cuja primeira etapa é Israel, onde permanecerá para conversações bilaterais até sexta-feira. O presidente deverá encontrar-se também com os líderes palestinos antes de partir para a Arábia Saudita.

Segundo um membro da administração dos EUA, "a declaração é bastante significativa e inclui o compromisso de impedir que o Irão obtenha uma arma nuclear e o compromisso de uma abordagem comum frentre às ações desestabilizadoras do país, em particular, as ameaças a Israel." A declaração reafirma "vínculos inquebráveis entre os dois países e amplia uma longa relação na àrea da segurança entre os Estados Unidos e Israel", acrescentou.

Yair Lapid, chefe interino do governo de Israel até às eleições em novembro, tinha declarado antes da visita que o Irão estaria no topo da agenda das conversações com o presidente dos Estados Unidos.

Segundo uma fonte governamental israelita, o documento é "um testemunho vivo da qualidade, saúde, âmbito, profundidade e proximidade única da relação entre os dois países."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Presidente dos Estados Unidos visita Israel com olhos postos na defesa

Continua a crise política em Israel

O "carniceiro de Teerão": como será lembrado o presidente iraniano Ebrahim Raisi?