EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Hamburgo pulveriza recorde de "Harry Potters"

Reunião de fãs de Harry Potter em Hamburgo, Alemanha, em 2016
Reunião de fãs de Harry Potter em Hamburgo, Alemanha, em 2016 Direitos de autor EPA/GEORG WENDT/ Arquivo
Direitos de autor EPA/GEORG WENDT/ Arquivo
De  Francisco Marques
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Celebração dos 25 anos sobre a primeira publicação em alemão da saga escrita por J. K. Rowling juntou milhares de pessoas vestidas a rigor no centro da cidade germânica

PUBLICIDADE

Hamburgo, na Alemanha, bateu o recorde do mundo para a maior reunião de pessoas disfarçadas de Harry Potter, o mítico feiticeiro criado pela imaginação da escritora britânica J. K. Rowling.

Os relatos apontam para mais de quatro mil pessoas vestidas a rigor no evento realizado no sábado, mas apenas 1.758 foram registadas pelos organizadores, ultrapassando e quase dobrando o anterior máximo de 997 pessoas, que se reuniram em 2017 na cidade de Perth, na Austrália.

A reunião alemã de fãs da "Escola de Magia e Feitiçaria de Hogwarts", que para contar para o recorde impunha o uso de uma capa negra, óculos redondos e uma cicatriz na testa como o mágico dos livros, foi promovida pela editora Carlsen Verlag para celebrar os 25 anos sobre a publicação do primeiro volume em alemão da série literária protagonizada por "Harry Potter", que soma sete livros. 

O primeiro original inglês, "Harry Potter e a Pedra Filosofal", como foi intitulado em português, foi lançado em 1997. O último, "Harry Potter e os Talismãs da Morte", saiu em 2007.

O presidente da Câmara de Hamburgo descreveu esta cidade alemã como "a casa de Harry Potter" e, também ele de óculos, celebrou o recorde.

"O entusiasmo mundial pôde ser sentido hoje no Rathausmarkt. Parabéns pelo recorde mundial e a todos os fãs que mantêm a alegria e fascínio pelo mundo da magia!", escreveu Peter Tschentscher nas redes sociais.

Outras fontes • DPA, Bild

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Angela Merkel faz 70 anos: qual a popularidade da antiga chanceler?

NATO lança centro de comando da Ucrânia na Alemanha

Alemanha "preocupada" com resultados das eleições francesas apesar da derrota da extrema-direita