EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

"Breves de Bruxelas": Lagarde, Itália e clima

"Breves de Bruxelas": Lagarde, Itália e clima
Direitos de autor Francois Lenoir
Direitos de autor Francois Lenoir
De  Isabel Marques da Silva
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A ex-diretora do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, esteve presente, quarta-feira, numa audição na comissão dos Assuntos Económicos e Monetários do Parlamento Europeu, para explicar os seus planos com futura líder do Banco Central Europeu, tema em destaque nas "Breves de Bruxelas".

PUBLICIDADE

Nomeada numa cimeira da União Europeia, em julho, Christine Lagarde deverá suceder a Mario Draghi na liderança do Banco Central Europeu, a 1 de novembro.

A ex-diretora do Fundo Monetário Internacional esteve presente, quarta-feira, numa audição na comissão dos Assuntos Económicos e Monetários do Parlamento Europeu.

Os eurodeputados têm direito a dar um parecer, embora esta consulta não seja vinculativa, já que a aprovação efetiva se faz ao nível dos ministros das Finanças da União Europeia, numa reuniao agendada para outubro.

Este é o tema de abertura do programa "Breves de Bruxelas", que passa em revista a atualidade comunitária. Em destaque estão, também, as seguintes notícias:

  • A Itália escolheu Paolo Gentiloni para membro da nova Comissão Europeia, liderada por Ursula von der Leyen. Gentiloni foi o primeiro-ministro de Itália de 2016 até 2018. O escolhido é um fundador do Partido Democrático, que se aliou ao Movimento 5 Estrelas para formar um novo governo liderado por Giuseppe Conte. 
  • A Agência Europeia do Ambiente avisa que os países da União Europeia terão que fazer sérios esforços para adaptar a agricultura aos efeitos das alterações climáticas. O relatório, revelado quarta-feira, refere que, face ao aquecimento global, a produtividade das culturas nos países mediterrânicos deverá diminuir, aumentando nas regiões norte e oeste.
Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Percurso de Christine Lagarde na cena internacional

Lagarde pede demissão ao FMI

Eurozona aposta em Lagarde para relançar a economia