Caverna com milhões de anos prestes a abrir ao público

Caverna com milhões de anos prestes a abrir ao público
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A geode está coberta de cristais e fica numa mina abandonada.

PUBLICIDADE

Esta caverna cheia de cristais gigantes vai ser aberta ao público pela primeira vez. Fica numa mina de prata abandonada perto da vila espanhola de Pulpi, na Andaluzia, e está a 50 metros de profundidade. Tem apenas 8 por 2 metros, mas está coberta de cristais límpidos. Este tipo de formação rochosa, chamada geode, é bastante rara e demora milhões de anos a fazer-se.

"Estas geodes podem formar-se de diferentes formas. Geralmente, há um espaço e esse espaço é lentamente enchido por algum tipo de fluido. Normalmente, tem de ser enchido por uma solução salina, líquidos com sulfato de cálcio, que cria cristais de selenite. Depois, precisa da quantidade certa de tempo e da temperatura certa para se formar", explica o geólogo Francisco Fernández Amo.

A caverna abre ao público vinte anos depois de descoberta. Os habitantes desta pequena vila espanhola esperam que a nova atração traga turistas e ajude a criar postos de trabalho.

Antes de abrir ao público, a antiga mina de prata, ferro e chumbo, fechada há cerca de 50 anos, vai ter de passar por obras para garantir a segurança dos visitantes, já que estes vão ter de percorrer uma parte da mina antes de poderem entrar nas escadas recém-instaladas que dão acesso à geode.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A exposição de Burtynsky na Saatchi Gallery "abre a cortina" sobre o impacto da humanidade na Terra

A floresta foi a inspiração da nova exposição do fotógrafo francês Vincent Munier

"La tête froide", o filme que traz um olhar diferente sobre a migração