EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

O projeto Utofia e a pesca controlada

O projeto Utofia e a pesca controlada
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em Cartagena, região espanhola de Múrcia, um grupo de investigadores europeus desenvolve uma câmera de alta precisão, especializada na captura de imagens submarinas.

A Euronews visitou um centro de aquacultura em Múrcia, sudeste de Espanha, especializado na produção de atum vermelho, peixe cuja pesca é estritamente controlada pelas autoridades europeias.

Um grupo de cientistas trabalha no projeto Utofia, financiado por fundos europeus, no quadro Horizon 2020, cujo objetivo é o desenvolvimento de uma câmera de alta precisão que permite filmar fundos submarinos, mesmo em águas turvas.

A tecnologia utilizada é bastante precisa e é isso mesmo que procuram pescadores e produtores. De acordo com os cientistas, o aparelho utiliza raios luminosos para recolher dados sobre os objetos que encontra no seu campo de visão.

Trata-se de um laser, acionado várias vezes por segundo e controlado pela própria câmera, que abre e fecha o sensor à medida que analisa os fundos dos oceanos. O sensor consegue calcular a distância entre a câmera e o objeto a fotografar, porque calcula o tempo de partida e de chegada do laser.

Compact, powerful, real-time – UTOFIA ready for testing. Read more in our newsletter https://t.co/y1mc8w4WMCpic.twitter.com/Ndgk6SlBIQ

— UTOFIA Project (@UTOFIA_H2020) 7 de dezembro de 2017

A tecnologia permite filmar a grandes distâncias com boa resolução, algo difícil para as câmeras utilizadas atualmente. Mas do que produzir bonitas imagens, a câmera permite armazenar dados em 3D. A tecnologia desenvolvida no projeto Utofia poderá ajudar os produtores a seguir o crescimento dos atuns. A câmera consegue também capturar imagens em águas turvas ou nos fundos marinhos, carregados de particulas.

Os investigadores esperam que a câmera possa ser utilizada em menos de cinco anos. Uma tecnologia útil também para outras atividades, como a deteção de poluição ou o estudo da biodiversidade dos fundos marinhos

Good shooth of a FISH from 20 meters depth pic.twitter.com/V8yzOONvvx

— UTOFIA Project (@UTOFIA_H2020) 16 de junho de 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cientistas voltam atrás no tempo para salvar ecossistemas marinhos

Robô europeu promete mais competitividade ao setor da construção

Terapia experimental que mata cancro da mama sem afetar outras partes do corpo vence prémio europeu