This content is not available in your region

A receita do Dubai para um futuro sustentável

euronews_icons_loading
A receita do Dubai para um futuro sustentável
Direitos de autor  euronews   -   Credit: Dubai
De  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Os Emirados Árabes Unidos (EAU) importam atualmente cerca de 87% do seu abastecimento alimentar total. No entanto, a aquacultura e a cultura hidropónica podem ter um contributo a dar para a construção de um futuro mais sustentável e paralelamente permitir a conceção de pratos mais frescos e com melhor sabor.

O hotel Atlantis, The Palm, no Dubai, está empenhado em colocar produtos de origem local na ementa. Atualmente, oito dos seus restaurantes possuem ingredientes cultivados a uma curta distância.

TASTE DUBAI/EURONEWS
Prato preparado pelo Chefe Wong com ingredientes locais do DubaiTASTE DUBAI/EURONEWSCredit: Dubai

Raymond Wong, chefe de cozinha do Atlantis' Seafire Steakhouse, está entre a equipa responsável por criar a nova seleção de pratos sustentáveis da estância turística.

"O objetivo é ter cinco produtos diferentes de origem local nos menus dos 23 restaurantes da Atlântida até ao final de 2021", diz Wong.

Os pratos de Seafire Steakhouse feitos com ingredientes locais incluem um risoto de cogumelos, confecionado com uma seleção de cogumelos colhidos à mão localmente, e carpaccio de salmão curado e beterraba biológica, com um molho feito a partir de pepinos Green Fields Farms cultivados nos EAU, coberto com pedaços estaladiços de pão árabe.

O Atlantis, The Palm adquire o seu salmão na Fish Farm, uma unidade de reprodução e incubação marinha em Jebel Ali, onde a missão é reduzir a dependência dos EAU de peixe importado, enquanto fornece aos compradores um produto com um sabor mais fresco.

TASTE DUBAI/EURONEWS
Salmão criado em aquacultura no DubaiTASTE DUBAI/EURONEWSCredit: Dubai

"O salmão cultivado localmente, quando chega a nós, está tão fresco que precisa de tempo para descansar", afirma o chefe.

Os fornecedores de legumes de folha estão quase ao lado. A Oasis Greens e a Uns Farm em Al Quoz, duas das quintas hidropónicas do Dubai, têm uma política de zero pesticidas, utilizando 90% menos água do que os métodos de cultivo tradicionais.

"Quando comprados localmente, as microervas e as folhas de salada duram muito mais tempo antes de começarem a murchar e o seu sabor é espetacular", acrescenta Wong.

TASTE DUBAI/EURONEWS
Chefe Wong prova plantas de agricultura hidropónicaTASTE DUBAI/EURONEWSCredit: Dubai

O esforço de sustentabilidade a longo prazo da unidade hoteleira também colocou pratos de origem local no menu de Bread Street Kitchen & Bar, Hakkasan, Ronda Locatelli, Nobu, Wavehouse, White Restaurant e The Shore.

Para Kelly Timmins, diretor de conservação, educação e responsabilidade social do Atlantis, The Palm, “a sustentabilidade é uma viagem e para lá chegar precisamos do envolvimento da nossa comunidade”, razão que levou a empresa a orientar o foco e a “olhar para o aumento da nossa utilização de fornecedores e vendedores locais como parte do nosso compromisso de impulsionar toda a economia local".