EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

O comboio mais rápido da Europa fará com que queira abandonar para sempre os voos continentais

CAPTAÇÃO
CAPTAÇÃO Direitos de autor Hannah Brown / Euronews Travel
Direitos de autor Hannah Brown / Euronews Travel
De  Hannah Brown
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

Eis por que razão deve apanhar o comboio mais rápido, mais suave e mais silencioso da Europa nas suas próximas férias continentais.

PUBLICIDADE

Os comboios de alta velocidade são uma alternativa cada vez mais popular para explorar o continente.

Só em Itália, o número de passageiros cresceu 517%, passando de 6,5 milhões em 2008 para 40 milhões em 2018.

A rota Paris-Milão da Trenitalia foi introduzida pela primeira vez em dezembro de 2021, servida pelo ETR1000 da Hitachi Rail.

Este comboio viaja a 300km/h - com a capacidade de atingir 400km/h se não estiver limitado pelos regulamentos da via - tornando-o o comboio mais rápido da Europa.

Nos seus primeiros nove meses de serviço, a nova rota persuadiu muitos viajantes a deixarem de viajar de avião e o número de passageiros aumentou 57%.

Os ETR1000 já estão a operar em Itália, França e Espanha(onde é gerido pela ILSA sob o nome IYRO).

A Euronews Travel viajou até à fábrica em Itália para conhecer as razões pelas quais se deve trocar um voo por um comboio de alta velocidade.

Voar é 20 vezes pior para o ambiente do que apanhar o comboio

"Se pensarmos nas emissões, é verdade que o avião é o pior, porque as emissões são sete vezes superiores às dos automóveis", afirma Luca D'Aquila, Diretor de Operações da Hitachi Itália, à Euronews Green.

E 20 vezes mais do que um comboio. O ETR1000 é movido a eletricidade, o que significa que também não contribui para a poluição atmosférica.

A UE estabeleceu como objetivo uma redução de 55% das emissões até 2030 e a neutralidade climática total até 2050.

Embora haja uma tendência para a utilização de automóveis elétricos em toda a Europa, o que reduzirá consideravelmente as emissões das viagens pessoais, os transportes públicos continuam a ser a melhor escolha.

"Os transportes públicossão muitas vezes mais eficientes do que o transporte individual. Os automóveis individuais consomem, por exemplo, cerca de sete vezes mais eletricidade", afirma Herald Ruijters, diretor da DG Move, o organismo da Comissão Europeia responsável pelos transportes na UE.

"Por isso, mesmo no futuro, quando estivermos totalmente descarbonizados, continuaremos a ter de recorrer aos transportes públicos por razões de capacidade, mas também por razões de eficiência energética."

Se está menos preocupado com o ambiente e está mais interessado em poupar tempo e viajar com conforto, os comboios continuam a ser uma excelente opção para si.

Viajar de comboio é mais fácil do que viajar de avião

O Hitachi ETR1000 tem quatro tipos de carruagens para se adaptar a diferentes orçamentos.

Mesmo a classe standard oferece assentos de couro confortáveis. E como se trata da "viagem mais silenciosa e suave da Europa", o percurso será sempre relaxante.

Além disso, também há vantagens se tivermos em conta todo o tempo extra que perdemos no aeroporto.

Por exemplo, uma rota popular de longa distância que tem feito com que muitos viajantes deixem de voar é a ligação Milão-Roma. 

PUBLICIDADE

Um voo direto demora cerca de 1 hora e 10 minutos. O serviço ETR1000 de Itália, conhecido como Frecciarossa (a Flecha Vermelha), demora apenas 3 horas e 15 minutos. E sem necessidade de se deslocar para os arredores da cidade até ao aeroporto.

75% dos viajantes que fazem esta rota optam agora pelo comboio e um estudo da Hitachi mostrou que 92,5% dos passageiros classificam a sua experiência com sete ou mais pontos.

O comboio também tem uma pontuação de fiabilidade de 0,6 problemas graves por milhão de quilómetros.

Veja o vídeo acima para saber mais sobre os comboios de alta velocidade da Hitachi na Europa.

Editor de vídeo • Hannah Brown

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mortes e ferimentos graves provocados por turbulência são raros, mas as alterações climáticas estão a agravá-los

Um morto e vários feridos devido à turbulência num voo de Londres para Singapura

Nova legislação sobre o álcool põe fim ao turismo de "sol, sexo e sangria" em Ibiza e Maiorca