Mais de 100 pessoas retidas no ferry Norman Atlantic

Mais de 100 pessoas retidas no ferry Norman Atlantic
De  Lurdes Duro Pereira com Reuters, AFP, EFE
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O forte vento e a ondulação do mar estão a dificultar o trabalho das equipas de socorro no Mar Adriático. A maioria dos passageiros já se encontra em terra.

PUBLICIDADE

Mais de 100 pessoas continuam à espera de ser retiradas do ferry Norman Atlantic de bandeira italiana que, este domingo, se incendiou no mar Adriático.

No total, 478 pessoas seguiam a bordo da embarcação que fazia a ligação a Grécia e a Itália.

O número de vítimas morais, ainda, não é claro. As autoridades confirmaram a morte de um passageiro grego. Testemunhas falam, no entanto, em quatro vítimas mortais.

O alerta foi dado quando a embarcação se encontrava a cerca de 80 quilómetros da ilha grega de Corfu. Em curso está já um inquérito para apurar responsabilidades.

Além dos passageiros e da tripulação, o ferry transportava, ainda, mais de 200 veículos e terá sido nessa zona que se terá deflagrado o incêndio.

Dezenas de passageiros foram, entretanto, encaminhados para Bari no sudeste de Itália. A maioria apresentava ferimentos ligeiros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Itália e França enviam aviões de combate a incêndios para a Grécia

Três dias de luto pela morte de dezenas de migrantes ao largo da Grécia

O país mais velho da Europa: o que está por detrás do problema do envelhecimento em Itália?