This content is not available in your region

CAF sem medo do Ébola

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira  com Reuters
CAF sem medo do Ébola

Os organizadores da Taça Africana das
Nações, que começa este sábado na Guiné Equatorial, não têm medo do Ébola.

Desde abril que há jogos de qualificação e não houve até agora um único caso de Ébola relacionado com o futebol.

A prova foi transferida para este país depois das autoridades de Marrocos, inicialmente país organizador, terem dito que temiam que a Taça trouxesse o vírus mortífero.

A Confederação Africana de Futebol (CAF) afasta qualquer alarmismo: “Não tenho nenhum medo de um possível surto de Ébola que possa perturbar a Taça Africana das Nações. Desde abril que há jogos de qualificação e não houve até agora um único caso de Ébola relacionado com o futebol, nem sequer com os jogos locais de cada país”, diz Junior Binyam, diretor de comunicação da CAF.

A CAF não acedeu ao pedido de Marrocos para que a prova fosse adiada. A Guiné Equatorial apareceu assim como hipótese de último recurso e foi encarregada em novembro de organizar a competição.