EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Queda do F-16 grego: Todos os mortos em terra eram franceses

Queda do F-16 grego: Todos os mortos em terra eram franceses
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira com EFE, Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, revelou os detalhes da queda de um caça grego numa base aérea perto de Albacete, em Espanha.

PUBLICIDADE

Dez pessoas morreram na queda de um caça F-16 da Grécia na base aérea espanhola de Los Llanos, em Albacete.

O avião, que participava num programa da NATO, despenhou-se depois de levantar voo.

O caça caiu num hangar, depois da descolagem. O desastre matou os dois pilotos e oito pessoas em terra. Fez ainda pelo menos 21 feridos: “Foi tudo muito rápido. Apenas oito ou dez metros depois de descolar, o avião virou à direita, caiu e explodiu”, conta uma testemunha ocular.

Os pilotos estavam a participar num programa de aperfeiçoamento. A Escola de Aperfeiçoamento de Pilotos da NATO está instalada nesta base aérea e acolhe aviões de todos os países membros da Aliança Atlântica.

Os pilotos eram ambos gregos. Já as oito pessoas mortas no solo eram todas de nacionalidade francesa. Entre os feridos, há pelo menos 10 franceses e 11 italianos. Os números foram confirmados ao canal Tele 5 pelo primeiro-ministro espanhol Mariano Rajoy.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Espanha: Subiu para 11 o número de mortos no acidente com um caça F-16 grego

Ilha de Menorca: aldeia de Binibeca Vell com horário restrito de visitas durante o verão

Reconhecimento do Estado palestiniano é apenas um "pequeno passo", dizem espanhóis