Abdullah II visita família do piloto queimado vivo

Abdullah II visita família do piloto queimado vivo
De  Ricardo Figueira com AFP, APTN
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Onda de emoção na Jordânia. O Rei Abdullah II foi à cidade do piloto morto pelo Estado Islâmico, prestar homenagem.

PUBLICIDADE

Foi debaixo de uma onda de emoção que o rei Abdullah II da Jordânia chegou a Karak, a cidade 120 quilómetros a sul de Amã de onde era originário o piloto de caça capturado e queimado vivo pelo grupo extremista Estado Islâmico. O Rei deu condolências à família e prestou homenagem a Muath al-Kaseasbeh, capturado em dezembro, quando participava numa operação na Síria, e morto em janeiro.

Ao mesmo tempo, os aviões da Força Aérea jordana faziam uma nova missão militar na Síria. Ontem, o Rei prometeu uma guerra implacável contra os radicais. A primeira medida, depois de regressar dos Estados Unidos, foi reunir-se com responsáveis militares para decidir a estratégia a seguir.

A morte do piloto só foi conhecida esta semana, quando foi divulgado um vídeo que mostra al-Kaseasbeh a ser queimado vivo dentro de uma jaula.

His Majesty in Karak paying condolences to the family of our Martyr Muath Kassasbeh #IamMuath#Jordanpic.twitter.com/KIGzsZMzGV

— ديما علم فراج (@Deema22) February 5, 2015

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tribos jordanas estão com o rei e ameaçam vingar a morte do piloto

Abdullah II da Jordânia: Rei essencial no xadrez geopolítico da atualidade

Blinken na Jordânia depois de encontros na Turquia e Grécia