Última hora
This content is not available in your region

Abdullah II visita família do piloto queimado vivo

Abdullah II visita família do piloto queimado vivo
Tamanho do texto Aa Aa

Foi debaixo de uma onda de emoção que o rei Abdullah II da Jordânia chegou a Karak, a cidade 120 quilómetros a sul de Amã de onde era originário o piloto de caça capturado e queimado vivo pelo grupo extremista Estado Islâmico. O Rei deu condolências à família e prestou homenagem a Muath al-Kaseasbeh, capturado em dezembro, quando participava numa operação na Síria, e morto em janeiro.

Ao mesmo tempo, os aviões da Força Aérea jordana faziam uma nova missão militar na Síria. Ontem, o Rei prometeu uma guerra implacável contra os radicais. A primeira medida, depois de regressar dos Estados Unidos, foi reunir-se com responsáveis militares para decidir a estratégia a seguir.

A morte do piloto só foi conhecida esta semana, quando foi divulgado um vídeo que mostra al-Kaseasbeh a ser queimado vivo dentro de uma jaula.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.