A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Frio mata 29 pessoas em travessia do Medirterrâneo

Frio mata 29 pessoas em travessia do Medirterrâneo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Nova tragédia no Mediterrâneo: 29 migrantes morreram de hipotermia a bordo de barcos da guarda costeira italiana, depois de terem sido salvos de uma embarcação que estava à deriva, perto da costa da Líbia.

Os passadores são verdadeiros criminosos, porque mandam estas pessoas para a morte e põem em perigo a vida do pessoal de socorro.

Dois barcos-patrulha italianos recolheram um total de 105 migrantes: “Os passadores são verdadeiros criminosos, porque mandam estas pessoas para a morte e põem em perigo a vida do pessoal de socorro”, disse Giovanni Pettorino, comandante da guarda costeira.

Os migrantes passaram 18 horas ao frio, com temperaturas próximas dos zero graus e ondas de oito metros, até chegarem à ilha italiana de Lampedusa.

O fim do programa “Mare Nostrum”, de salvamento de migrantes no Mediterrâneo, é apontado como causa do aumento do número de incidentes como este.