Opositor a Putin assassinado às portas do Kremlin

Opositor a Putin assassinado às portas do Kremlin
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A Rússia abriu uma investigação à morte do opositor a Putin, Boris Nemtsov, esta noite em Moscovo, sob uma chuva de condenações internacionais

PUBLICIDADE

A Rússia abriu uma investigação à morte do opositor a Putin, Boris Nemtsov, esta noite em Moscovo, sob uma chuva de condenações internacionais.

Segundo o comité de investigação russo, o inquérito deverá incluir a possibilidade da morte de Nemtsov, “ser uma tentativa de desestabilização interna” ou um ato levado a cabo por um “grupo islamita”.

O político de 55 anos foi abatido com quatro tiros quando cruzava uma ponte, numa área sob alta vigilância, nas imediações do Kremlin.

O crime ocorre dois dias antes de uma marcha convocada pela oposição para domingo.

Segundo uma responsável da oposição,Ilya Yashin, “eu não tenho qualquer dúvida que o principal objetivo deste assassínio é assustar as pessoas, causar terror e medo junto das pessoas cujos pontos de vista são diferentes daquele das autoridades. Talvez consigam assustar algumas pessoas, mas não a maioria da populaçãoque apoiou Nemtsov e que partilhava as suas interrogações, que acredito que vão continuar a lutar para prosseguir o seu trabalho”.

O presidente russo, Vladimir Putin, acusado de tentar silenciar a oposição, condenou o ataque como uma “provocação”, na véspera do protesto da oposição.

Nemtsov estaria a preparar um relatório sobre o alegado apoio russo aos separatistas do leste da Ucrânia.

O protesto de domingo, entretanto substituído por uma homenagem fúnebre, deveria denunciar a interferência russa no país vizinho.

Reações Internacionais

Vários líderes internacionais condenaram a morte do opositor russo, nas redes sociais, exigindo uma investigação transparente por parte de Moscovo.

União Europeia

Statement of #EU HRVP Federica #Mogherini on the murder of Boris Nemtsov FedericaMog</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/Russia?src=hash">#Russia</a>&#10;<a href="http://t.co/MP7pBsGgbh">http://t.co/MP7pBsGgbh</a></p>&mdash; EU External Action (eu_eeas) February 28, 2015

Estados Unidos

Statement by the President on the Murder of Boris Nemtsov: pic.twitter.com/NqPmRcRhIO

— The White House (@WhiteHouse) February 28, 2015

Alemanha

Chancellor #Merkel dismayed by perfidious murder of BorisNemtsov</a>; pays tribute to the courage of <a href="https://twitter.com/hashtag/Nemtsov?src=hash">#Nemtsov</a>. MT <a href="https://twitter.com/RegSprecher">RegSprecher#Russia

— GermanForeignOffice (@GermanyDiplo) February 28, 2015

Lituânia

Deeply sad when voices of democracy get killed in Russia. RIP Boris Nemtsov, heartfelt condolences to family. Your battle will continue.

— Linas Linkevicius (@LinkeviciusL) February 27, 2015

França

Le président fhollande</a> dénonce l&#39;odieux assassinat de Boris Nemtsov, défenseur de la démocratie, cette nuit à Moscou <a href="http://t.co/UPVeZpqcr9">pic.twitter.com/UPVeZpqcr9</a></p>&mdash; Élysée (Elysee) February 28, 2015

Reino Unido

David Cameron pays tribute to Mrs Thatcher's friend, #BorisNemtsov and to his values that will "never die" pic.twitter.com/6GFIMSf1uO

— Tim Montgomerie ن (@montie) February 28, 2015

Bélgica

Je condamne avec force l'assassinat de l'opposant russe Boris Nemtsov. Une enquête impartiale doit être menée.

— Elio Di Rupo (@eliodirupo) February 28, 2015

Conselho da Europa

I am shocked and appalled key opposition leader Boris #Nemtsov was shot. Killers must be brought to justice.

— Thorbjørn Jagland (@TJagland) February 27, 2015

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Moscovitas prestam homenagem a Nemtsov

Rússia: Opositor Boris Nemtsov assassinado em Moscovo

Tribunal de Moscovo confirma sentença de Navalny