EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Presidente da China quer parceiros na "Rota da Seda"

Presidente da China quer parceiros na "Rota da Seda"
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira com REUTERS
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Apesar do abrandamento económico, Xi Jinping acredita na força da china para atrair parceiros.

PUBLICIDADE

Com o crescimento de dois dígitos a pertencer ao passado, com a subida do PIB prevista em 7%, para este ano, o presidente chinês Xi Jinping diz que há vida para além do crescimento económico.

Xi abriu o Fórum Económico da China com uma mensagem para os outros países da Ásia que participam nas infraestruturas batizadas “Rota da Seda do Século XXI”.

“A construção da cintura económica e da rota marítima da seda, tal como o estabelecimento de um banco asiático de investimento em infraestruturas, estão abertos a todos. Convidamos todos os países nesta rota e todas as nações asiáticas a participarem. Recebemos também de braços abertos os amigos de outros continentes que quiserem juntar-se à causa”, disse Xi Jinping.

Entre esses amigos, esteve no fórum um representante europeu, o primeiro-ministro holandês Mark Rutte: “Os fluxos de comércio bilaterais e inter-regionais entre a Ásia e a Europa são já os maiores do mundo. Dependemos um do outro. É um facto. Por exemplo, a estabilidade financeira da Eurozona influencia diretamente a taxa de crescimento nos países da Ásia, tal como a emergência de uma classe média próspera em grandes partes da Ásia é crucial para o futuro da Europa”.

O crescimento de 7% previsto para este ano pelo governo de Pequim é um número revisto em baixa em relação aos 7,5% que tinham sido previstos anteriormente. É também o crescimento económico mais baixo dos últimos 25 anos.

China GDP: There is a broad consensus that the days of double digit growth are over (http://t.co/Mwk3q177tZ) pic.twitter.com/7NY68aQull

— Thomson Reuters (@thomsonreuters) March 26, 2015

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"A China é uma ameaça à nossa segurança", alerta vice-secretário-geral da NATO

NATO acusa China de ser um "facilitador decisivo" da guerra da Rússia contra a Ucrânia

A China e a Polónia lançam a primeira ligação ferroviária regular, relançando a rota comercial da Rota da Seda