Última hora
This content is not available in your region

Líderes internacionais celebram centenário da batalha de Galípoli

Líderes internacionais celebram centenário da batalha de Galípoli
Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia comemorou o centenário de uma das batalhas mais sangrentas da primeira guerra mundial.

Dezenas de milhares de pessoas, entre as quais vários chefes de Estado e de governo, participaram nas comemorações do aniversário da batalha de Galípoli, na península turca que assistiu ao desembarque dos aliados, na madrugada do dia 25 de abril de 1915.

Uma campanha contra o exército otomano que acabaria por durar cerca de 9 meses, marcada por mais de 130 mil mortos, entre soldados ingleses, irlandeses, australianos, neozelandeses, canadianos, franceses e turcos.

Uma derrota para as forças aliadas, celebrada na Turquia como uma vitória que permitiu a ascenção do futuro líder do país, Kemal Attaturk, após o fim do império otomano.

A Turquia tinha decidido iniciar as celebrações na sexta-feira, de forma a desviar a atenção sobre as comemorações do centenário do genocídio arménio, quando Ancara continua a rejeitar reconhecer o extermínio de mais de 1,5 milhões de arménios durante o primeiro grande conflito mundial.