Última hora

Estado Islâmico reivindica atentado no Cairo

Estado Islâmico reivindica atentado no Cairo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O grupo radical Estado Islâmico reivindicou o atentado à bomba que deixou parcialmente destruído o consulado de Itália no Cairo. A explosão foi provocada por um carro armadilhado, carregado com 450 quilos de explosivos. Fez um morto e nove feridos. Tudo aconteceu às primeiras horas da manhã.

O primeiro-ministro egípcio, Ibrahim Mahlab, fala de uma guerra contra o terrorismo que o mundo inteiro tem de levar a cabo. O governo italiano, através do ministro dos Negócios Estrangeiros, Paolo Gentiloni, disse que o país não se deixaria intimidar.

Os atentados no Egito multiplicaram-se desde a destituição, em 2013, do presidente Mohamed Morsi e da Irmandade Muçulmana.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.