A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Obama quer recber 10.000 refugiados sírios

Obama quer recber 10.000 refugiados sírios
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os refugiados sírios têm agora mais um país que lhes abre as portas: os Estados Unidos.

Obama tem consciência da dimensão do problema e dos milhões de pessoas que abandonaram as suas casas por causa da violência - porta-voz da Casa Branca

Face às críticas sobre a sua falta de reatividade na crise migratória desencadeada pelo conflito na Síria, Barack Obama quer agora dar asilo a alguns milhares de migrantes sírios.

O departamento de Estado apontava para um número entre 5000 e 8000, no próximo ano, mas Obama quer mais.

“O presidente informou a sua equipa governativa de que gostaria que aceitassem, ou que se preparassem para aceitar pelo menos 10.000 refugiados sírios no próximo ano fiscal, [ou seja, a partir de outubro]. Ele tem consciência da dimensão do problema e dos milhões de pessoas que abandonaram as suas casas por causa da violência”, explicou Josh Earnest, porta-voz da Casa Branca.

Uma violência que continua, no terreno. Ainda esta quarta-feira, a coligação liderada pelos Estados Unidos bombardeou várias posições do autoproclamado Estado islâmico no Iraque mas também na Síria.

Desde o início do conflito, em março de 2011, mais de quatro milhões de sírios fugiram do país. Este ano, os Estados Unidos tinham acolhido 1500.