EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Forças terrestres sauditas entram no Iémen

Forças terrestres sauditas entram no Iémen
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira com EFE, AFP, Reuters
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Além de avançar com tropas terrestres, a coligação liderada pelos sauditas intensifica os ataques aéreos.

PUBLICIDADE

A Arábia Saudita já não se limita aos ataques aéreos no Iémen: Agora são as forças terrestres do Reino que se apresentam em plena luz do dia.

Os sauditas lideram uma coligação militar contra os rebeldes Houthis, que tenta restaurar no poder o presidente exilado Abd-Rabbu Mansour Hadi.

“A força de operações especiais da Arábia Saudita em Aden é uma força conjunta das tropas especiais sauditas, da Força Aérea e da Marinha, que operam conjuntamente com os nossos parceiros da coligação, que são as forças dos Emirados Árabes Unidos”, explica o comandante desta força conjunta, o coronel Abdullah Al Sahayan.

Os ataques aéreos da coligação não param e continuam a fazer um grande número de vítimas, incluindo muitos civis.

O último mais sangrento aconteceu contra uma festa de casamento na província de Taiz, no sudoeste do país. As contagens de vítimas diferem, mas a agência EFE, citando a agência iemenita Saba, dá conta de mais de 130 mortos, incluindo um grande número de mulheres e crianças. As forças da coligação atacaram uma concentração de veículos e tendas. Não se sabe se terão confundido com uma instalação militar ou se havia outro motivo para o ataque.

Desde a escalada do conflito no verão do ano passado, os combates já fizeram cerca de cinco mil mortos e 25 mil feridos, incluindo um grande número de civis, segundo a ONU.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rebeldes Houthi do Iémen atacam mais navios no Mar Vermelho e no Mediterrâneo

Houthis reivindicam ataques a contratorpedeiro dos EUA e a dois navios petroleiros

Onda de ataques dos EUA contra alvos Houthi no Iémen