EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Encontros emotivos entre famílias das duas Coreias

Encontros emotivos entre famílias das duas Coreias
Direitos de autor 
De  Patricia Cardoso com LUSA, REUTERS
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Cerca de 400 sul-coreanos atravessaram esta terça-feira a fronteira com a Coreia do Norte para um raro encontro com os familiares que não veem h�

PUBLICIDADE

Cerca de 400 sul-coreanos atravessaram esta terça-feira a fronteira com a Coreia do Norte para um raro encontro com os familiares que não veem há seis décadas ou que nunca conheceram.

Este é o primeiro encontro desde fevereiro do ano passado.

A reunião tem lugar num “resort” do Monte Kumgang, na cidade portuária de Sokcho.

Lee Ok-yeon, com 87 anos, vai rever o marido 65 anos depois. Conta: “Não podia acreditar. Pensei que estivessem a mentir para aliviar a consciência”.

No grupo, por exemplo, há pessoas com quase 70 anos que vão encontrar o pai pela primeira vez. Outros descobriram que afinal o pai está vivo.

É o caso de Jeong-sook, 68 anos: “Agradeço à esposa e aos filhos na Coreia do Norte que cuidaram dele. A divisão territorial não pode cortar os profundos laços familiares”.

Ao longo dos três dias, as famílias vão encontrar-se seis vezes, num total de 12 horas. Mas não podem falar de tudo.

O programa de reuniões foi lançado na cimeira de 2000.

Mais de 22 mil sul e norte-coreanos já participaram nos encontros. Mais de 65 mil cidadãos da Coreia do Sul estão em lista de espera.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Pyongyang promete suspender envio de balões com lixo após ameaças da Coreia do Sul

Putin pode mudar a doutrina de armas nucleares da Rússia

Kim Jong-un promete apoio total a Putin na invasão russa da Ucrânia