Última hora

UE suspende grande parte das sanções contra a Bielorrússia

UE suspende grande parte das sanções contra a Bielorrússia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A partir de sábado, e ao longo de quatro meses, encontram-se suspensas as sanções económicas da União Europeia impostas à Bielorrússia. A medida, afeta 170 pessoas, incluindo o presidente Alexander Lukashenko, e três entidades.

O anúncio foi feito esta quinta-feira. As sanções contemplam o congelamento de ativos e a proibição de entrada em território comunitário.

A União Europeia vê com bons olhos o cenário de melhoria das relações diplomáticas e mais ainda a libertação de todos os presos políticos, a 22 de agosto, incluindo a do líder da oposição Nicolai Statkewitch.

O embargo às armas mantém-se e quatro pessoas envolvidas em desaparecimentos por resolver no país permanecem sujeitas a sanções.

A 12 de outubro, Alexander Lukashenko conquistou o quinto mandato como presidente da Bielorrússia.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.