EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Austrália: Motim em centro de detenção de imigrantes na Ilha do Natal

Austrália: Motim em centro de detenção de imigrantes na Ilha do Natal
Direitos de autor 
De  Dulce Dias com AFP, AP, Reuters
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O motim deflagrou aquando de umanifestação pacífica após a morte inexplicável de um requerente de asilo

PUBLICIDADE

As autoridades australianas tentam, esta segunda-feira, fazer face a um motim no centro de detenção da Ilha do Natal. O pessoal do centro retirou-se do local, por razões de segurança, e são os detidos que controlam o centro.

Christmas Island detainee: 'I feared for my life during riot' https://t.co/dGmNdjCYZu

— 365 Top News (@365TopNews) November 9, 2015

O motim deflagrou aquando de umanifestação pacífica após a morte inexplicável de um requerente de asilo. O homem, curdo iraniano, consegiu escapar do centro mas apareceu morto no sopé de uma falésia.

Australian migrant facility like a 'war zone' as refugees riot #ChristmasIslandhttps://t.co/D0mj9OKsc0pic.twitter.com/dASRpaSNcW

— Daily Express (@Daily_Express) November 9, 2015

Nakita Regan, que conseguiu enviar sms ao namorado, Ricardo Young, detido no centro, diz-se em estado de choque e receosa tanto pelo namorado como pelos outros detidos que, acrescenta, “nem sequer deviam estar nesta ilha”.

Para já, não parece haver feridos nem distúrbios de maior importância, mas Peter Dutto, ministro australiana da Imigração, defensor de um política migratória extremamte restritiva, alerta: “Se alguém cometeu atos de vandalismo, assaltos ou outros atos criminosos no interior dos centros de detenção, enfrentará a força da lei. Mas, para já, a prioridade é restaurar a ordem no centro.”

Construído em 2001, o centro de detenção para imigrantes tem capacidade para acolher 1200 pessoas e é dotado da mais moderna tecnologia de vigilância.

Os detidos queixam-se de más condições de vida no centro mas a topografia natural da ilha, com as suas falésias abrutas, é mais um elemento dissuasor de fugas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líder da independência da Nova Caledónia comparece em tribunal devido aos tumultos

Scholz promete melhorar o processamento de migração irregular

Ataque israelita a campo de refugiados de Gaza mata pelo menos 6 pessoas