EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Cinema: A velha Europa aclama "A Juventude" de Sorrentino

Cinema: A velha Europa aclama "A Juventude" de Sorrentino
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O mais recente filme do italiano Paolo Sorrentino é o grande vencedor da gala dos prémios europeus de cinema. “A juventude” arrebatou os principais

PUBLICIDADE

O mais recente filme do italiano Paolo Sorrentino é o grande vencedor da gala dos prémios europeus de cinema.

“A juventude” arrebatou os principais galardões atribuídos esta noite em Berlim, de melhor filme do ano, a melhor realizador e melhor ator para o britânico Michael Caine, homenageado igualmente com um prémio honorário do júri.

“Trata-se de um pequeno filme sobre a perceção que temos da liberdade e estou muito contente com este prémio, pois o mais importante atualmente na Europa é isto mesmo: a perceção que temos da liberdade”, afirmou o realizador italiano.

O filme acompanha o reencontro de dois velhos amigos, à beira dos oitenta anos, num luxuoso hotel dos Alpes suíços, entre os picos das memórias de juventude e as falésias da terceira idade.

Entre os vencedores da noite , o filme do realizador sueco, Roy Andersson, “Um Pombo Pousou num Ramo a Refletir na Existência”, venceu o prémio de melhor comédia europeia.

Na categoria documentário, “Amy”, de Asif Kapadia, sobre a cantora falecida Amy Winehouse, arrebatou o prémio da categoria, enquanto “The Lobster”, do grego Yorgos Lanthimos, venceu o prémio de melhor argumento europeu.

A britânica Charlotte Rampling foi também duplamente galardoada com um prémio de carreira e de melhor atriz pelo papel de Kate, em “45 anos”.

Celebrating at #efa2015@45YearsFilmpic.twitter.com/GKvAi3tDZ8

— European Film Awards (@EuroFilmAwards) December 12, 2015

O filme do britânico Andrew Haigh, conta a história do aniversário de casamento de um casal, marcado pelo regresso da memória de um amor de juventude.

Entre os galardoados da noite conta-se ainda o filme português de Miguel Gomes, “As Mil e Uma Noites”, que venceu o prémio de Melhor Design de Som, atribuído a Vasco Pimentel e Miguel Martins.

Celebrating at #efa2015 Miguel Martins, @miguelnsmartinspic.twitter.com/lCKE9pkjsF

— European Film Awards (@EuroFilmAwards) December 12, 2015

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Star Wars: O Despertar da Força" volta em força

No Museu da Comida Nojenta em Berlim há iguarias para (mesmo) todos os gostos

Detido na Alemanha um dos três membros da Fação do Exército Vermelho