Ninguém ficou contente com os oito anos de castigo para Blatter e Platini

Ninguém ficou contente com os oito anos de castigo para Blatter e Platini
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Longe vão os tempos em que Joseph Blatter e Michel Platini eram os homens mais poderosos do futebol mundial. Os dois dirigentes encontram-se a

PUBLICIDADE

Longe vão os tempos em que Joseph Blatter e Michel Platini eram os homens mais poderosos do futebol mundial. Os dois dirigentes encontram-se a cumprir uma suspensão de oito anos por abuso de poder e conflito de interesses mas a decisão não agradou nem a gregos nem a troianos.

Se o recurso de Blatter e Platini, que sempre clamaram inocência, era esperado, esta terça-feira os investigadores do Comité de Ética da FIFA surpreenderam tudo e todos ao recorrerem da decisão do próprio organismo por considerarem o castigo demasiado brando.

De acordo com o painel de investigação os oito anos afastados de qualquer atividade relacionada com o futebol não são suficientes e a única forma de fazer justiça passa pela sua irradiação do desporto rei. A bola está novamente do lado do Comité de Ética.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Justiça espanhola pede quase cinco anos de prisão para Carlo Ancelotti por fraude fiscal

Morreu Artur Jorge, ex-selecionador nacional e treinador campeão europeu pelo FC Porto

Franz Beckenbauer, histórico futebolista alemão, morre aos 78 anos