EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Haiti: Presidenciais podem ser adiadas de novo

Haiti: Presidenciais podem ser adiadas de novo
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Haiti na tormenta política a poucos dias da segunda volta das eleições presidenciais. O candidato da oposição Jude Celestin, oficializou a

PUBLICIDADE

Haiti na tormenta política a poucos dias da segunda volta das eleições presidenciais.

O candidato da oposição Jude Celestin, oficializou a sua retirada o que, previsivelmente, provocará um novo adiamento do escrutínio.

Segundo a lei eleitoral, o candidato que renuncia, seria substituído pelo terceiro mais votado na primeira volta, realizada em 25 de outubro do ano passado, mas o visado, Moise Jean Charles também não tem intenção de se apresentar, deixando na corrida apenas apenas um candidato, neste caso, Jovenel Moise.

O líder da oposição Jude Celestin: “Esta não é uma eleição, é uma seleção, e nesta selecção não irei participar na realidade que não é nossa responsabilidade, mas do Estado. A nossa democracia está ainda em fase de aprendizagem, ainda há só uma democracia, a democracia é a voz do povo. “

Desde que foram anunciados os resultados da primeira volta das eleições ocorreram protestos violentos e ontem milhares de haitianos saíram às ruas de várias cidades do país contra o governo.

A cinco dias do escrutínio, não existe tempo para modificar todo o material eleitoral e substituir um candidato por outro nas cédulas, caso existisse um segundo candidato, pelo que o risco de adiamento da votação que foi já diferida em duas ocasiões desde a primeira convocação, em 27 de dezembro, é bem real.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Presidente da Geórgia garante em entrevista à Euronews que vai vetar lei dos "agentes estrangeiros"

Eleições europeias: O que é que os eleitores querem e o que é que os candidatos prometem?

Eleições presidenciais vão ter segunda volta na Lituânia mas Nauseda deve conseguir segundo mandato