Tunísia: recolher obrigatório aliviado entre novos protestos

Tunísia: recolher obrigatório aliviado entre novos protestos
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As autoridades tunisinas decidiram aliviar o recolher obrigatório imposto em todo o território, apesar de continuarem os protestos contra o governo

PUBLICIDADE

As autoridades tunisinas decidiram aliviar o recolher obrigatório imposto em todo o território, apesar de continuarem os protestos contra o governo.

A vaga de contestação social, inédita desde a Primavera Árabe, começou com a morte de um jovem desempregado na cidade de Kasserine, que voltou a ser esta segunda-feira palco de uma manifestação.

“Estamos aqui em defesa do emprego. Queremos que as nossas exigências sejam tomadas em consideração, que sejam levadas a sério. É o nosso direito. Não contratem os filhos de oficiais e abandonem as pessoas necessitadas. Queremos que contratem os que precisam, que ponham fim aos subornos, à corrupção, à injustiça, à opressão e à tirania.”

“Queremos que providenciem educação, empregos, serviços sociais e hospitais. Não danificámos, nem queimámos nada…. Não fizemos nada e não queremos gerar a confusão; queremos simplesmente trabalhar.”

A capital também voltou a ser palco de protestos, que incluiram centenas de elementos das forças de segurança.

O ministério do Interior informou que 1100 pessoas foram detidas nos últimos dias na capital, nomeadamente por violarem o recolher obrigatório.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Manifestantes tunisinos exigem libertação dos opositores a Kais Saied

501 caixões e 200 sacos com cadáveres encontrados abandonados na Argentina

Desmantelado o maior grupo de "ransomware" do mundo