EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

OPAS prevê 4 milhões de novos casos de Zika nas regiões americanas até ao final de 2016

OPAS prevê 4 milhões de novos casos de Zika nas regiões americanas até ao final de 2016
Direitos de autor 
De  Nara Madeira com APTN, Reuters, AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O vírus Zika está a provocar uma situação alarmante no continente sul americano mas o norte mostra-se também preocupado. O facto de o vírus poder ter

PUBLICIDADE

O vírus Zika está a provocar uma situação alarmante no continente sul americano mas o norte mostra-se também preocupado. O facto de o vírus poder ter sido transmitido por via sexual no Texas preocupa a Organização Mundial de Saúde. As autoridades da Florida, nos Estados Unidos, preparam-se para uma eventual propagação da epidemia enquanto no Uruguai, num encontro dos ministros do Mercosul, se fala em números alarmantes:

“A situação epidemiológica, apresentada pelos ministérios da saúde da região, ratifica a preocupação, a que se juntam as estimativas realizadas pela Organização Pan-americana de Saúde (OPAS) de que até ao fim de 2016, surgirão nas regiões americanas cerca de 4 milhões de casos adicionais de infeção pelo vírus Zika”, adiantou, em conferência de imprensa, Jorge Basso, o ministro da saúde do Uruguai.

#LaFoto | Foto oficial de los ministros de salud del #Mercosur reunidos en Montevideo, Uruguay pic.twitter.com/MAEhbegFu1

— VTV CANAL 8 (@VTVcanal8) 3 fevereiro 2016

Enquanto as autoridades mundiais para a saúde se mostram cautelosas em associar os casos de microcefalia em recém-nascidos ao Zika, o Brasil garante que, pela experiência no país, onde nasceram já mais de 4000 crianças com a doença, existe uma ligação entre as duas coisas.

Faremos tudo, absolutamente tudo, para apoiar as crianças atingidas pela microcefalia e suas famílias. #ZikaZero

— Dilma Rousseff (@dilmabr) 3 fevereiro 2016

Na Índia, uma empresa da área da biotecnologia, diz ter já patenteado duas possíveis vacinas contra o Zika. Vão ser agora desenvolvidos testes clínicos em animais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O que se sabe sobre o vírus Zika

Incêndio de grandes proporções afeta empresa farmacêutica dinamarquesa Novo Nordisk

Homem que recebeu rim de um porco teve alta hospitalar