Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

F1: SF16-H e FW38, armas de combate da Ferrari e da Williams para 2016

F1: SF16-H e FW38, armas de combate da Ferrari e da Williams para 2016
Tamanho do texto Aa Aa

A Ferrari apresentou recentemente o seu novo modelo de Fórmula 1, o SF16-H, cujo objetivo principal é fazer frente aos rivais da Mercedes durante a temporada de 2016.

A equipa optou por uma apresentação online e contou com a presença do diretor de equipa Maurizio Arrivabene, do diretor técnico James Allison e com os pilotos francês Sébastian Vettel e finlandês Kimi Raikkonen para apresentar a mais recente novidade da Scuderia.

O modelo apresenta-se com mais brancos do que aquilo a que o construtor italiano nos tem habituado ao longo dos últimos anos, sendo predominantes na cobertura do motor e na parte dianteira.

Segundo Allison, a Ferrari tomou um conjunto de decisões técnicas que lhe permitiram construir um modelo mais competitivo a todos os níveis.

O SF16-H tem um nariz mais curto e mais elevado, o que tem, segundo Allison, um impacto positivo a nível aerodinâmico. A suspensão foi também melhorada e permite maior aderência a alta velocidade.

A unidade apresentada apresenta, por outro lado, um perfil mais mais estreito do que o dos seus antecessores, permitindo uma silhueta mais aerodinâmica.

O turbo do motor foi também melhorado, e a receção de ar permite melhorar as prestações do Ferrari em pista.

“Sei que não será fácil, pois os nossos concorrentes não andam a dormir, mas estamos comprometidos a dar o nosso melhor”, disse James Allison.

Depois de três vitórias com Vettel na passada temporada, a equipa quer meter ainda mais pressão na grande rival alemã na temporada vindoura.

A Williams apresentou, por seu lado, o FW38, máquina da próxima temporada.

A equipa reconheceu que vai ser difícil manter o terceiro lugar depois da Mercedes e da Ferrari.

No entanto, a Williams está convencida de que poderá, pese à pressão das demais equipas, manter a superioridade face a rivais como a Red Bull, a Renault, a McLaren e a Force India.

O modelo de 2016, que será estreado em Barcelona, Espanha, na próxima segunda-feira, apresenta-se com as tradicionais cores azul, vermelho e branco que com a a equipa têm vindo a ser associadas durante as últimas duas temporadas.

No entanto, a Williams avisou que “o modelo lançado não é, de forma alguma, o produto final” e que “planeavam já mudanças para Melbourne, numa constante procura por melhorar durante toda a temporada.”