Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Elite do judo em Tbilissi à procura do caminho para o Rio de Janeiro

Elite do judo em Tbilissi à procura do caminho para o Rio de Janeiro
Tamanho do texto Aa Aa

Nos anos 70, o torneio de Tbilissi era o melhor do mundo. Desde então é uma fonte de inspiração para todos os que procuram a excelência. Vencer em Tbilissi continua a ser um desafio porque a Geórgia sempre foi um país de judo.

Além do prestígio do torneio, está em causa a qualificação para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro pelo que qualquer erro pode revelar-se fatal. Nesse sentido, Monica Ungureanu deu um passo seguro rumo ao Brasil ao conquistar a medalha de ouro nos -48 kg.

A romena, décima primeira classificada do ranking mundial, dominou por completo a final frente à guineense Taciana Lima e já tinha alcançado três yukos quando conseguiu o ippon que confirmou o triunfo.

Nos -52 kg foi Odette Giuffrida a subir ao lugar mais alto do pódio e ouvir o hino italiano. A judoca de 21 anos, que vinha de uma vitória no Open de Roma, estreou-se a vencer num Grande Prémio ao aproveitar uma penalização da israelita Gili Cohen.

Já Rafaela Silva confirmou o seu favoritismo nos -57 kg. Mesmo de pernas para o ar, a brasileira, campeã do mundo, conseguiu imobilizar a kosovar Nora Gjakova, obrigando-a a desistir. Rafael Silva justificou plenamente a medalha de ouro, ou não tivesse ela ganho todos os seus combates por ippon.

Nos homens, Diyorbek Urozboev festejou a primeira vitória da carreira num grande torneio internacional. Depois de ter conquistado a medalha de bronze no Grande Slam de Abu Dhabi, o judoca do Uzbequistão surpreendeu o mongol Amartuvshin Dashdavaa na final dos -60 kg.

O momento alto para os adeptos locais aconteceu nos -66 kg, com a vitória do homem da casa, Vazha Margvelashvili. O judoca da Geórgia dominou por completo a final frente ao italiano Fabio Basile e não teve problemas em conquistar a medalha de ouro.

Sergiu Oleinic foi o único português em ação esta sexta-feira e terminou na sétima posição.