EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Trégua parcial não pára bombas em Alepo

Trégua parcial não pára bombas em Alepo
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Este sábado entra em vigor um acordo promovido pelos Estados Unidos e a Rússia para cessar as hostilidades numa parte da Síria, mas que não afetará a

PUBLICIDADE

Este sábado entra em vigor um acordo promovido pelos Estados Unidos e a Rússia para cessar as hostilidades numa parte da Síria, mas que não afetará a intensa campanha de bombardeamentos na segunda cidade do país, Alepo.

As armas deverão calar-se por 24 horas no bastião rebelde da Ghuta Oriental, a leste de Damasco, e por três dias na região de Lataquia, controlada pelo regime, num derradeiro esforço para salvar a trégua imposta a 27 de fevereiro e, desde então, regularmente desrespeitada.

Um cessar-fogo completamente inexistente para a população de Alepo, onde os bombardeamentos da última semana mataram 230 civis, entre os quais um dos últimos pediatras a trabalhar na região, Mohammad Wassim Maaz, morto no ataque de quarta-feira contra o hospital Al-Quds.

Aqueles que perderam a vida em massacres na Síria foram lembrados esta sexta-feira na capital italiana, Roma, onde a famosa Fonte de Trevi se iluminou de vermelho para lembrar os cristãos perseguidos em todo o mundo e, de uma forma mais geral, todas as vítimas de conflitos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Síria: O arrastar dramático de um conflito trágico

Jan Eliasson: "Direitos humanos é uma questão de dar uma vida decente aos migrantes ou refugiados"

Alepo vive dia mais mortífero de semana de intensos bombardeamentos