EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

EUA: Clinton chega "vencedora" à última "Super Terça-Feira"

EUA: Clinton chega "vencedora" à última "Super Terça-Feira"
Direitos de autor 
De  Rodrigo Barbosa com AFP / AP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Boas notícias para Hillary Clinton antes da última “Super Terça-Feira” da corrida para a Casa Branca.

PUBLICIDADE

Boas notícias para Hillary Clinton antes da última “Super Terça-Feira” da corrida para a Casa Branca. Segundo vários meios de comunicação norte-americanos, a aspirante democrata atingiu já o número de delegados suficiente para garantir a nomeação como candidata oficial do partido à presidência dos Estados Unidos.

Mas, em Los Angeles, Clinton preferiu manter-se cautelosa:

“De acordo com as notícias, estamos no limiar de um momento histórico e sem precedentes. Mas ainda há trabalho por fazer. Temos seis eleições pela frente e vamos lutar arduamente por cada voto, sobretudo aqui, na Califórnia.”

A Califórnia é, justamente, dos seis Estados em jogo nas primárias de hoje, aquele onde o adversário, Bernie Sanders, espera conquistar uma vitória simbólica. Sanders diz que, apesar do que indicam os “media”, ainda é cedo para que Clinton celebre:

“Se conseguirmos vencer aqui, na Califórnia, no Dakota do Sul, no Dakota do Norte, no Montana, no Novo México e se tivermos um bom resultado em Nova Jérsia, chegaremos à convenção com um enorme impulso.”

Segundo as contas de vários meios nos Estados Unidos, entre os delegados conquistados nas primárias e os superdelegados que se mostraram favoráveis a Clinton, a ex-Primeira Dama conta com a maioria de 2383 delegados necessária para garantir a nomeação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Hillary Clinton e Bernie Sanders taco-a-taco na Califórnia

Vice-presidente dos EUA: Os rumores e as incertezas

Biden apoia o filho após condenação, mesmo sem indulto. "Estamos orgulhosos do homem que ele é hoje"